VOLTAR

Crítica surpreende a Funai

O Estado de S.Paulo (São Paulo - SP)
28 de abr de 1975

O presidente da Funai, general Ismarth de Araújo Oliveira, declarou-se surpreso com as críticas feitas pelo Cimi durante o encontro realizado na semana passada em Diamantino. Segundo Oliveira, não há razões para desconfiança por parte dos religiosos, uma vez que os assessores do Conselho têm carta branca para percorrerem as terras indígenas para averiguar o trabalho desenvolvido pela Funai. Ressaltando que não quer polêmicas, Ismarth respondeu às críticas sobre o arrendamento de terras indígenas no Sul do país e sobre a transferência de indígenas Krenak para o PI Xingu.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.