VOLTAR

Cresce a tensão na reserva xacriabá

Diário de Minas (Belo Horizonte - MG)
18 de jul de 1989

Dois índios Xakriabá (Raimundo Gomes de Oliveira e Antônio João Araújo) denunciaram o conflito fundiário que persiste em Itacarambi, pois, embora a Funai tenha demarcado aquelas terras em 1979, os indígenas continuam não sendo os verdadeiros donos. Segundo as denúncias, os Xakriabá vêm sofrendo pressão do cacique e funcionário da Funai, conhecido como Rodrigo, que não defende os interesses do povo indígena e tomou conta de toda a área. De acordo com o indigenista Flávio Alves Santos, durante o ano passado a violência foi tão frequente entre a etnia Xakriabá, que foi instalada uma CPS para apurar a situação. Outro problema enfrentada por esse povo é a represa que a Codevasf pretende construir no território indígena, provocando inundações em boa parte da área.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.