VOLTAR

Construção de usina exigirá remoção de 600 famílias

Campo Grande News- Campo Grande-MS
Autor: Flávio Paes
03 de jul de 2002

Embora tenha concedido licenciamento para a construção da térmica e do ramal que trará o gás do gasoduto até a usina, o Ibama fixou 30 exigências que podem comprometer o cronograma de funcionamento da usina. A Duke Energi, empresa dona do empreendimento terá de remover e construir casas para 600 famílias que moram na área onde a usina será implantada, manter as ruas, por onde vão passar os tubos, com 12 metros de largura de pista de rolamento. O presidente da MS-Gás, Luiz Landes, acha que muitas exigências foram impostas pelo Ibama, por um erro de interpretação jurídica. Os técnicos do Ibama, teriam dispensado aos ramais, o mesmo tratamento cobrado do gasoduto de alta pressão para o transporte do gás, enquanto o ramal de distribuição do gás é de baixa pressão.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.