VOLTAR

Comandante pede mais verbas para ajuda no AM

FSP, Brasil, p.A13
16 de out de 2005

Comandante pede mais verbas para ajuda no AM
Kátia Brasil
O CMA (Comando Militar da Amazônia) disse ontem que os recursos oferecidos pelo governo federal não são suficientes para os vôos dos cinco helicópteros que distribuirão cestas básicas e medicamentos para as comunidades isoladas pela seca no Amazonas.
Ontem, o Ministério da Integração Nacional disponibilizou na conta do Exército R$ 1 milhão. Segundo o comandante do CMA, general Cláudio Barbosa de Figueiredo, a logística da operação exige pelo menos R$ 3 milhões. Uma hora de vôo de cada helicóptero do Exército custa cerca de R$ 12 mil, segundo o general Figueiredo. Cada um só pode levar 2 t de alimentos (60 cestas). Há 3.210 famílias isoladas no Amazonas.
Uma comitiva seguiu ontem para Manaquiri (60 km a oeste de Manaus) para fazer o ato simbólico da entrega de cestas básicas. Em Inajá, o pescador aposentado Valdimiro Alves dos Santos, 67, recebeu a primeira, com 25 kg de alimentos. Ele disse estava comendo apenas feijão. "Depois que o lago do Inajá secou, o peixe apodreceu e não dá para comer", afirmou.

FSP, 16/10/2005, p. A13

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.