VOLTAR

CNBB já acompanha o caso dos xacriabás

Estado de Minas (Belo Horizonte - MG)
21 de mai de 1988

A Anistia Internacional, a CNBB e a Associação Brasileira de Antropologia comunicaram ao Cimi que vão acompanhar, até o desfecho, o júri federal encarregado do julgamento dos seis acusados da chacina dos três indígenas Xakriabá, que ocorreu no dia 12 de fevereiro do ano passado. Para acompanhar o processo, a Anistia Internacional solicitou e recebeu do Cimi cópias do volumoso processo instaurado pela Justiça Federal e designou um representante para servir de ligação com o Conselho. Da mesma forma, representantes de grupos internacionais de direitos humanos continuam mantendo contato com o Cimi.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.