VOLTAR

Cirurgia para corrigir lábio leporino de bebê indígena em Manaus é bem sucedida

A Crítica(AM) - http://acritica.uol.com.br/
Autor: Elaíze Farias
14 de abr de 2011

A cirurgia para correção dos lábios leporinos do bebê indígena Clarice Ayuka realizada na manhã desta quinta-feira (14) foi bem sucedida, segundo informações da assistente social da Casa de Saúde Indígena de Manaus (Casai/Manaus), Adriana Cordeiro.

O bebê de 15 dias da etnia heskariana, povo indígena que vive na região do município de Nhamundá, (a 381, 46 quilômetros de Manaus), foi operado no Pronto-Socorro e Hospital da Criança da Zona Oeste, bairro Compensa. O procedimento durou duas horas.

O diretor do Instituto da Mulher, Agnaldo Costa, onde a menina estava internada até a última segunda-feira, disse que entrou em contato com o médico que fez a cirurgia em Clarice, Rui Silva, e confirmou o sucesso da cirurgia.

Conforme Costa, Clarice deve ficar hospitalizada no Pronto-Socorro e Hospital da Criança por pelo menos dez dias.

Ela poderá voltar a aldeia, em Nhamundá, e retornar daqui a um ano para ser submetida à cirurgia de correção da fenda palatal.

Pais

A assistente social da Casai/Manaus, que esteve no hospital após a cirurgia e visitou a bebê, disse que os pais de Clarice, Lêda Tamuhrum, 40, e Albertino Eyxe, 40, chegam a Manaus nesta sexta-feira (15) para acompanhar a recuperação da filha.

Clarice Ayka chegou a Manaus no final de março trazida pela tia e por uma de suas irmãs vinda da aldeia Porteria.

Anteiormente, chegou-se a afirmar que a criança havia sido rejeitada pelos pais, conforme constava no documento preenchido por um técnico do Distrito Sanitário Especial de Saúde Indígena (Dsei), de Parintins (a 227,78 quilômetros de Manaus), que responde pelo pólo de saúde na calha do baixo rio Amazonas, onde fica Nhamundá.

A suposta rejeição foi desmentida por Adriana Cordeiro, que afirmou se tratar de um mal-entendido por parte do funcionário.

http://acritica.uol.com.br/amazonia/Amazonia-Amazonas-Manaus-Cirurgia-l…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.