VOLTAR

Chamas propagam e consomem 60% da reserva indígena Tadarimana

24 Horas News
Autor: Patrícia Casali
10 de set de 2007

A Aldeia Tadarimana, localizada a 50 quilômetros de Rondonópolis, está em chamas desde a última quarta-feira. Cerca de 60% da área de 9.300 hectares já foram consumidos pelo incêndio. Hoje o chefe da Defesa Civil, Marcelo Cardinal informou oficialmente a Funai (Fundação Nacional do Índio) sobre o incêndio e solicitou providências. De acordo com ele, o incêndio é em mata fechada local de difícil acesso e como trata-se de reserva indígena só a Funai pode tomar providências quanto ao controle das chamas.

Marcelo sobrevoou ontem a aldeia e contou que o fogo está fora de controle. Ele teme que se providências não forem tomadas com urgência toda a área poderá ser devastada pelas chamas. No caso de não haver uma intervenção, toda a aldeia poderá ser incendiada, o que poderia ocorrer dentro dos próximos quatro dias.

Embora o fogo esteja propagado na área ainda não coloca em risco a aldeia onde estão os índios Bororos. "No local onde os índios estão, o fogo está controlado, acho que eles mesmos fizeram o controle das chamas para terem margem de segurança", explicou.

O chefe da Defesa Civil lembrou que não há como brigadistas e bombeiros entrarem no local sem o apoio da Funai e consentimento dos índios. Há dois anos, equipes de bombeiros foram apagar um incêndio na região em um sargento foi feito refém dos índios. "Não temos como agir, então estamos cobrando ações da Funai neste sentido", finalizou Cardinal.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.