VOLTAR

Censo: metade dos índios tem em média 22 anos

O Globo, País, p. 9
11 de ago de 2012

Censo: metade dos índios tem em média 22 anos
Em seis reservas, pesquisadores do IBGE não encontraram população com mais de 50 anos

A análise das estatísticas do Censo 2010 revela que a população indígena no país é predominantemente jovem. Prova disso era que, em 93,6%, das 505 terras indígenas, a população com até 24 anos de idade superava os 50%. Na área rural, a proporção de índios na faixa etária de 0 a 14 anos era de 45%, o dobro do contabilizado na área urbana (22,1%).
Os pesquisadores do IBGE também constataram que em seis terras indígenas nem havia indígenas com mais de 50 anos. Esse fenômeno foi constatado nas reservas de Itatinga, em Angra dos Reis (RJ); Maraã Urubaxi e Sepoti, no Amazonas; Batovi e Baía do Guató, no Mato Grosso; e Mundo Verde Cachoeirinha, em Minas Gerais.
Coordenadora da pesquisa, Nilza Pereira ressalta que metade da população indígena tinha em média 22,1 anos. Já entre os grupos que viviam nas terras indígenas, o índice era de 17,4 anos. Em contrapartida, a média de idade entre os índios com domicílio fora dessas áreas chegava a 29,2 anos. Para a pesquisadora, a pirâmide etária indígena é resultado de uma alta taxa de natalidade e de mortalidade.
Isso pode explicar o baixo percentual de indígenas com mais de 50 anos. Nilza afirma que ainda não foi possível estimar a expectativa média de vida entre as populações indígenas. A pesquisadora, contudo, confirma que está bem abaixo da média brasileira, estimada em 73 anos, segundo o Censo 2010:
- A pirâmide etária indígena tem base larga e vai se reduzindo com a idade. Esse padrão reflete suas altas taxas de fecundidade e mortalidade. Entre 2000 e 2010, a proporção de indígenas entre 0 e 14 anos passou de 32,6% para 36,2%, enquanto o grupo etário de 15 a 64 anos caiu de 61,6% para 58,2%.

O Globo, 11/08/2012, País, p. 9

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.