VOLTAR

Carro passa por cima de índio na BR-401

Folha de Boa Vista
Autor: Nonato Souza
16 de jun de 2007

O índio Wapixana Manoel Gabriel de Souza, 47, apelidado de Mamed, morreu na madrugada de ontem enquanto recebia atendimento médico no Pronto Socorro Francisco Elesbão. Ele foi vítima de atropelamento na BR-401, estrada de acesso ao Município do Bonfim, a cerca de 75 quilômetros de Boa Vista. Segundo um familiar, depois de ter a bicicleta colidida por uma moto, um carro que passava pela rodovia passou por cima dele.

Mamed foi socorrido com vida e levado para Bonfim, de onde foi removido em uma ambulância para o Pronto Socorro em Boa Vista. O irmão dele, Moacir de Souza, contou que estava próximo do local do acidente em um bar, de onde a vítima tinha saído, e ouviu o barulho provocado pelo acidente. Ele estava assistindo televisão.

O seu irmão foi atingido inicialmente por trás pela motocicleta possivelmente Titan azul e, ao cair na pista, veio um carro de passeio branco e passou por cima dele. O familiar afirmou que os dois veículos foram abandonados no local do acidente e os condutores fugiram.

O indígena tinha acabado de consertar a bicicleta e ia para casa, na maloca do Jabuti, que fica a poucos quilômetros do local do acidente, quando ocorreu a fatalidade.

A morte do indígena foi registrada no plantão da DAT (Delegacia de Acidentes de Trânsito) e deverá ser instaurado um inquérito policial para investigar as circunstâncias em que ocorreu o acidente e identificar os dois condutores dos veículos.

O corpo da vítima foi removido ainda de madrugada ao IML (Instituto de Medicina Legal) para realização do exame cadavérico e ontem, ao final do procedimento, foi liberado para que os familiares que o enterrassem na maloca.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.