VOLTAR

Carajás de Aruanã vão para a ilha

O Popular (Goiânia-GO)
26 de set de 1982

Os 33 Karajá que vivem em Aruanã poderão ser transferidos para a Ilha do Bananal. A ideia da transferência é uma iniciativa da Funai com apoio das lideranças indígenas da Ilha. O objetivo é povoar a terra indígena para prevenir sua invasão, e assim a devastação da fauna e flora local.
O indigenista Aracy Passos Oliveira aponta que a transferência pode encontrar problemas de adaptação, uma vez que os 15 adultos e 18 crianças que vivem em Aruanã sobrevivem do artesanato e pequenos serviços na cidade, e, na Ilha, eles deverão se acostumar a viver da caça, da pesca e da agricultura.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.