VOLTAR

Caos na SESAI faz com que Tupinambá ocupem a sede da instituição em Salvador

Cimi - http://www.cimi.org.br/
25 de abr de 2012

Cerca de 40 lideranças do povo Tupinambá da Serra do Padeiro, ocuparam agora pela manhã a sede da SESAI em Salvador.

Bastante revoltados e indignados com a postura do órgão que desde o ano de 2011 vem fazendo promessas e não as cumpre, deixando a comunidade totalmente desamparada no que diz respeito à saúde.

Por telefone, o Cacique Rosivaldo Ferreira (Babau) informou que em reunião com a SESAI ocorrida em maio de 2011, o órgão garantiu que no prazo de três meses, iriam realizar entre outras providencias: a designação de três agentes indígenas de saneamento básico para a Serra do Padeiro e um para a comunidade do Maruim; disponibilização de dois veículos, sendo que um ficaria mais tempo na comunidade; a regularização dos agentes de saúde; a construção do posto de saúde na área que, segundo o cacique, o governo até já disponibilizou os recursos sendo apenas necessário que a SESAI apresente a planta do imóvel (o que até agora não aconteceu); nem mesmo as auxiliares de limpeza que foram prometidas foram efetivadas. Nenhuma das providências foi tomada e o mais absurdo é que o enfermeiro que atua de forma precária na área não recebe nenhuma assistência da Secretaria.

Em recente cobrança da comunidade aos representantes da SESAI a resposta que receberam foi: "Infelizmente, não temos condições de fazer nada".

Este tipo de comportamento da SESAI tem sido uma constante com a nossa comunidade, e isto tem deixado todos muito irritados, relata o cacique Babau: "Demos um prazo para que eles pudessem resolver estes problemas ou que pelos menos encaminhasse alguma providencia para amenizar a situação caótica que estamos vivendo". "Eles não fizeram nada e não podemos continuar nesta situação de abandono, por isto decidimos ocupar a sede aqui em Salvador, pois só assim parece que ele nos ouve, esta é a única maneira de resolver a nossa situação".

"Só saímos daqui quando alguém que possa resolver de verdade esta situação aparecer. Não aceitamos mais promessas, pois estamos cheios delas", informa o Cacique Babau.

http://www.cimi.org.br/site/pt-br/?system=news&action=read&id=6224

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.