VOLTAR

Caiapós não querem deixar área invadida no sul do Pará

O Globo, Rio de Janeiro - RJ
01 de out de 1990

O presidente da Funai, Cantídio Guimarães Guerreiro, não conseguiu convencer os índios kayapó a desocuparem três fazendas - Fortaleza, Icatã e Liton - limítrofes à reserva Kayapó, no sul do Pará, invadidas há uma semana. Os kayapó querem aumentar os limites de sua terra e a demarcação da reserva Menkragnoti. O presidente da Funai teme que a determinação dos índios acabe gerando um grande conflito na área.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.