VOLTAR

A cada 13 minutos some uma espécie

JB, Ciência, p. A12
22 de out de 2004

A cada 13 minutos some uma espécie
Alerta é feito em relatório da WWF

BRUXELAS - Uma espécie animal terrestre ou aquática desaparece do mundo a cada 13 minutos. A afirmação foi feita ontem por um dos palestrantes na apresentação de um relatório do Fórum Mundial da Natureza (WWF) sobre a destruição dos recursos naturais do planeta.
- Trata-se de um dado apavorante - disse o pesquisador na apresentação do relatório Planeta vivo, segundo o qual ''as povoações de espécies terrestres, de água doce e marinhas, diminuíram 40% entre 1970 e 2000''.
Os resultados do relatório se baseiam em análise e controle de 555 espécies terrestres, 323 de água doce e 267 marinhas.
O documento destaca ainda que o homem consome 20% mais de recursos naturais que o planeta pode produzir, o que está levando à eliminação de várias espécies ameaçadas. Além disso, indica que desde 1961 a pressão humana sobre as fontes de recursos aumentou 160%.
- É evidente, quando falamos de espécies, que o fato de que só existam cerca de 200 exemplares de algumas delas significa que a espécie já está perdida - ressaltou Geoffroy de Schutter, responsável pela unidade de sensibilização ao desenvolvimento sustentável da organização ambiental.
A WWF discute no relatório como melhorar a vida do homem de forma inteligente, sem exigir mais do planeta, ''cuja saúde está entrando rapidamente em declive devido à crescente demanda de alimentos, fibra, energia e água''.
- O modelo de desenvolvimento está claro - acrescentou outro participante na apresentação do documento, segundo o qual a questão ''passa por melhorar a condição do ser humano, mas sem deixar de levar em conta a biocapacidade do planeta''.

JB, 22/10/2004, Ciência, p. A12

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.