VOLTAR

Cacique Wassu é jurado de morte por grileiros

O Dia (Rio de Janeiro - RJ)
23 de abr de 1980

Liderança indígena Wassu, Paulo Rufino, denuncia as ameaças de morte que vem sofrendo por parte dos grileiros Mauro Batista e José Florêncio que tomaram as terras dessa etnia. Os grileiros afirmam, segundo Rufino, que o matarão, caso a Funai demarque as terras dos Wassu. A reportagem também traz informações sobre o abaixo-assinado, entregue ao Ministro do Interior, solicitando a criação do Parque Indígena Yanomami. Trata-se de um movimento nacional e internacional, que tem recebido apoio, principalmente, de entidades indigenistas como o Cimi, a Comissão Pró-Índio e a Fundação Cultural do Estado. Por fim, a reportagem trata das denúncias feitas por dois indígenas da etnia Kiriri à Associação Nacional de Apoio ao Índio (Anai - Bahia), segundo as quais o cacique dessa etnia está sendo ameaçado de morte por parte do próprio prefeito do município de Ribeira do Pombal, caso suas terras sejam demarcadas.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.