VOLTAR

Brasil exporta mais caulim

Gazeta Mercantil
Autor: Raimundo José Pinto
04 de out de 1996

A Pará Pigmentos S.A será a primeira empresa a explorar a terceira maior jazida de caulim do mundo, no vale do rio Capim, a 300 quilômentros de Belém. A empresa já fez seu primeiro embarque no dia 28 de agosto, com 5 mil toneladas de caulim "coating", utilizada principalmente na indústria de papel, destinadas ao porto de Antuérpia, na Bélgica. Para isso se fez necessária a construção de um grande mineroduto, que transporta o caulim das margens do Rio Capim até o porto em Barcarena, passando por dentro da reserva indígena do Alto Rio Guamá, onde vive o povo Tembé. Deste modo, a empresa terá ainda de resolver uma questão com a Funai. Ela terá de assinar um convênio com a fundção e com a Associação Indígena Tembé do Tomé-Açu (Aitta), que prevê ressarcimento aos índios por danos causados pela passagem do mineroduto por dentro da reserva.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.