VOLTAR

Bispo elogia decisão que Saulo pode mudar

Jornal de Brasília (Brasília - DF)
Autor: Zenaide Azeredo
25 de jan de 1990

A decisão do governo de fixar como zona de garimpagem apenas os 100 mil hectares da localidade conhecida como Uraricaá-Santa Rosa, em Roraima, foi elogiada pelo presidente da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), dom Luciano Mendes de Almeida. Para ele, é inaceitável a localização de qualquer outro garimpo dentro dos 9,4 milhões de hectares interditados pela Justiça como território Yanomami. No entanto, logo após sua declaração, o ministro Saulo Ramos disse que ainda não está totalmente descartada a hipótese de que mais outras duas áreas integrem a reserva garimpeira.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.