VOLTAR

Bispo afirma que ataque foi obra só dos índios

O Estado de São Paulo
23 de jul de 1987

O bispo de Roraima, d. Aldo Mongiano, admitiu que o ataque dos índios Makuxi à fazenda Guanabara foi planejado, mas negou sua participação no ocorrido. O bispo também negou que tivesse procurado o governador de Roraima para pedir sua intervenção no conflito fundiário entre Newton Tavares, proprietário da fazenda, e os índios Makuxi. Tavares ameaça interpelar judicialmente o bispo Mongiano, por sentir-se caluniado em declarações feitas pelo religioso.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.