VOLTAR

Bispo acusado pelo ataque dos índios

O Estado de São Paulo
18 de jul de 1987

Um comunicado transmitido pela Rádio Nacional de Boa Vista está sendo considerado pelo secretário de Segurança de Roraima, coronel Menna Barreto, a prova final para indiciar o bispo d. Aldo Mongiano e padres da diocese como envolvidos na ação de índios Makuxi que sequestraram três trabalhadores da fazenda Guanabara. O comunicado convocava os índios Makuxi a se reunirem na aldeia Santa Cruz, onde os reféns foram mantidos. Também foi encontrado na área um diário com o plano para o ataque, contendo uma estratégia de seis etapas. A Funai informou que desconhece o estado de prontidão do Exército em Roraima, e aguarda uma posição da Justiça sobre o pedido de custódia dos Makuxi presos.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.