VOLTAR

APA Planalto Central pesquisa sobre grandes mamíferos

ICMBio - http://www.icmbio.gov.br/
Autor: ICMBio
26 de ago de 2019

APA Planalto Central pesquisa sobre grandes mamíferos

Trabalho é realizado em parceria entre a equipe os biólogos do Brasília é o Bicho e do ICMBio, representados por técnicos da APA do Planalto Central e do Centro Nacional de Avaliação da Biodiversidade e de Pesquisa e Conservação do Cerrado (CBC).

No dia 17 de agosto foi realizada a primeira saída de campo do projeto de pesquisa intitulado: "Médios e Grandes Mamíferos da APA do Planalto Central", uma parceria entre a equipe os biólogos do Brasília é o Bicho e do ICMBio, representados por técnicos da APA do Planalto Central e do Centro Nacional de Avaliação da Biodiversidade e de Pesquisa e Conservação do Cerrado (CBC). Os pesquisadores querem saber mais sobre as espécies presentes no território da APA: onça-pintada (Panthera onca), onça-parda (Puma concolor) e jaguatirica (Leopardus pardalis). Até o momento, não existe nenhum estudo que indique como estão as populações desses carnívoros como: declínio populacional ou conflito com as comunidades locais.

O objetivo é avaliar quais são as espécies de mamíferos de médios e grande porte presentes na região norte da Área de Proteção Ambiental do Planalto Central/DF (APAPC), principalmente, na zona de conservação ambiental, na bacia hidrográfica do rio Maranhão e na zona de proteção do Parque Nacional de Brasília e REBIO Contagem, na região da Chapada da Contagem no Distrito Federal. O projeto também tem a finalidade de subsidiar tecnicamente, os estudos para criação ou expansão de Unidades de Conservação Ambientais Federais na região da APA do Planalto Central, que também está situada no Corredor Ecológico do Cerrado, e faz parte Reserva Mundial da Biosfera e da APA Distrital do Cafuringa.

O projeto visitará as propriedades particulares inseridas no território da APA do Planalto Central a procura de possíveis parceiros da pesquisa e de atores que possam contribuir com disseminação da consciência ambiental entre as comunidades locais. As parcerias com as comunidades e proprietários da região é importante para que permitam o acesso às áreas e no auxílio na coibição da caça ilegal, atividade recorrente na região. Para execução do Projeto serão instaladas armadilhas fotográficas em áreas chave destas duas regiões ao norte da APA do Planalto Central, principalmente próximo aos afluentes do Rio Maranhão (Gorro do Saci) e as nascentes da Chapada da Contagem. Estas regiões serão divididas em subáreas para amostragem de armadilhas. No método utilizado pelos pesquisadores as câmeras permanecerão por 90 dias em cada local, revelando quais são as espécies de mamíferos que frequentam cada área.

O projeto tem potencial de gerar informações importantes para a proteção ambiental da APA do Planalto Central, inclusive para os processos e estudos de criação de novas UC na região ou expansão das já existentes, assim como a revisão do Plano de Manejo da APA do Planalto Central, bem como para subsidiar ações no âmbito do ICMBio para a implantação da Política Nacional de Unidades de Conservação.

http://www.icmbio.gov.br/portal/ultimas-noticias/20-geral/10504-apa-pla…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.