VOLTAR

Antropólogo critica traçado da estrada na Ilha do Bananal

Folha da Tarde (São Paulo-SP)
07 de jan de 1983

O sertanista e antropólogo Araci Passos de Oliveira criticou o traçado previsto para a BR-262, que dividirá a Ilha do Bananal ao meio. Para ele, a rodovia é uma porta de entrada para a ocupação de lavouras e fazendas de gado, o que acarretará em impactos na ecologia da Ilha, assim como o modo de vida dos povos que a habitam, como os Karajá e os Tapirapé.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.