VOLTAR

Antropólogo aponta "farsa" no julgamento

O Estado de São Paulo
16 de fev de 1979

O massacre de seis Canela no município maranhense de Barra do Corda continua impune até hoje porque, segundo o antropólogo Mércio Pereira Gomes, da UNICAMP, o julgamento dos principais implicados "não passou de uma farsa", não levando em conta as evidências contidas no processo.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.