VOLTAR

Anistia pede mais rapidez à Justiça

A Crítica (Manaus-AM)
26 de jun de 1992

A Anistia Internacional enviou uma carta ao Ministério da Justiça pedindo agilidade no processo que apura os responsáveis pelo massacre dos índios Ticuna na Boca do Capacete, no município de Benjamin Constant (AM), em 1988 quando foram mortos 14 índios e feridos outros 23. A Anistia quer que o governo brasileiro transfira o processo de Benjamin Constant para outra comarca, alegando que o caso corre riscos de não ser tratado com a devida imparcialidade, uma vez que o clima da população local em relação aos indígenas é de hostilidade. A entidade ainda aponta que a impunidade dos assassinos dos índios pode encorajar a violência contra a comunidade Ticuna.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.