VOLTAR

Amazonas lidera desmatamento na Amazônia Legal em maio, aponta Imazon

Portal Amazônia - http://portalamazonia.com
23 de jun de 2016

Rondônia e Pará aparecem em seguida. Juntos, o três concentram 80% do desmatamento durante o período

A Amazônia Legal registrou 474 quilômetros quadrados (km²) de desmatamento no mês de maio. A maior parte em terras privadas. Os estados do Amazonas, Rondônia e Pará concentraram juntos 80% do desmatamento. Em comparação ao mesmo período de 2015, quando o desmatamento somou 388 km², dado representa um aumento de 22%. As informações são do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon).

O Amazonas foi responsável por 37% (177km²) do desmatamento registrado em maio, Rondônia por 22% (103 km²), Pará por 21% (101 km²) e Mato Grosso 15% (70 km²). Os estados com menor ocorrência foram Roraima, com 3% (14 km²) e Tocantins ( 6 km²) e Acre (3 km²) com 1% cada.

Durante o monitoramento no último mês, 34% da área monitorada esteve coberta por nuvens, uma cobertura inferior a de maio de 2015, quando o registrado foi 39%. Os Estados com maior cobertura de nuvem foram Amapá, com 70%, e Roraima, com 61%.

Geografia do desmatamento

A maior parte do desmatamento registrado em maio de 2016, 62%, ocorreu em terras privadas ou sob diversos estágios de posse. O restante foi registrado em Unidades de Conservação, 26%, Assentamentos de Reforma Agrária, 11%, e Terras Indígenas, 1%.

Os municípios mais críticos foram Lábrea e Novo Aripuanã, com 74,4 km² e 44,7 km², respectivamente. Os assentamentos mais afetados pelo desmatamento foram os do Rio Juma, Apuí, no Amazonas; Aripuanã-Guariba, em Novo Aripuanã; e Terra Nossa, Altamira, no Pará.

Sobre as áreas de conservação, as mais atingidas foram Área de Proteção Ambiental Triunfo do Xingu e Floresta Nacional do Jamanxim, no Pará, e a Floresta Extrativista Rio Preto-Jacundá, em Rondônia.

Balanço

De acordo com o Imazon, o desmatamento acumulado no período de agosto de 2015 a maio de 2016, correspondendo aos dez primeiros meses do calendário oficial de medição do desmatamento, atingiu 2.068 km². Houve redução de 10% do desmatamento em relação ao período anterior (agosto de 2014 a maio de 2015) quando atingiu 2.286 km².

O instituto diz ainda que, considerando os 10 primeiros meses do calendário de monitoramento, o Mato Grosso lidera o ranking com 35% do total desmatado no período. Em seguida aparece Pará com 23%, Amazonas com 20% e Rondônia com 17%. Em termos relativos, houve redução de 70% no Acre e 33% em Roraima. Em termos absolutos, o Mato Grosso lidera o ranking do desmatamento acumulado com 716 quilômetros quadrados, seguido pelo Pará, 472 km², e Amazonas, 419 km ².

http://portalamazonia.com/noticias-detalhe/meio-ambiente/amazonas-lider…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.