VOLTAR

Amambai comemora 61 anos com desfile e novas obras

Campo Grande News - http://www.campogrande.news.com.br/canais/view/?canal=8&id=267812
Autor: Fernanda França
28 de set de 2009

Lançamento de obras e desfile cívico, com a presença do governador André Puccinelli (PMDB), marcam nesta segunda-feira os 61 anos de emancipação de Amambai, cidade distante 347 quilômetros de Campo Grande.

Com uma população estimada de 33,4 mil habitantes, Amambai recebe, em seu aniversário, quatro patrulhas mecanizadas que serão destinadas ao atendimento das famílias que vivem nas aldeias Amambai, Jaguari e Limão Verde.

Ainda para a comunidade indígena, está sendo assinada nesta manhã ordem de serviço para implantação do sistema de abastecimento de água em Amambai. Também está sendo autorizada a abertura de licitação para a implantação do sistema de esgotamento sanitário do município.
Outra obra a ser entregue nesta segunda-feira é o prédio do Vale Renda na cidade, anexo à Escola Estadual Doutor Fernando Corrêa da Costa.

O prefeito da cidade, Dirceu Lanzarini (PR), afirma que, mesmo com registro de queda na arrecadação, Amambai está conseguindo se tornar um município promissor e realizar investimentos em infra-estrutura.

"Esse ano nós tivemos a menos R$ 1.450.000,00 que entraram a menos no cofre do município, aproximadamente. Em vez de aumentar em torno de 500 mil, 600 mil reais, tivemos uma queda dessa. Foi então um déficit de 2 milhões de reais. E mesmo assim, não baixamos a cabeça, investimos em saúde, na educação, nas casas populares, no asfalto", avaliou, afirmando que gastou menos, melhor e foi rigoroso em sua administração.

Uma das obras mais almejadas pelo prefeito, neste momento, é o anel viário.

"Queremos chegar ao fim do mandato com o anel viário pronto, e se Deus quiser será inserido agora no lançamento do dia 2 de outubro, que o governador vai fazer", afirmou, ao "Gazeta News".

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.