VOLTAR

AM perde prazo para contestar demarcações

A Crítica (Manaus - AM)
19 de abr de 1996

O governador do Amazonas, Amazonino Mendes, que criou uma comissão com técnicos do Instituto de Terras do Amazonas exclusivamente para a contestação de áreas indígenas, perdeu o prazo legal para dar entrada nos processos. Mesmo assim, nove áreas indígenas estão sendo contestadas por particulares, com pedidos de indenizações milionárias.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.