VOLTAR

Alunos da Unicap recebem doações de livros para comunidade indígena

TV Jornal https://tvjornal.ne10.uol.com.br/
01 de nov de 2018

Estudantes da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) estão recebendo doações de livros, para a escola que foi incendiada em uma comunidade indígena, em Jatobá, no Sertão de Pernambuco. Podem ser doados livros de vários gêneros literários.

O ponto de arrecadação é na biblioteca da Unicap, na Rua do Príncipe, na Boa Vista, área central do Recife. O horário de funcionamento é de segunda a sexta, das 7h30 às 20h, e aos sábados das 7h30 às 12h.

Nessa quarta-feira (31), o juiz da 38o vara federal em Pernambuco, em Serra Talhada, Felipe Pimentel de Oliveira, decidiu pedir ao Ministério Publico Federal (MPF) envio de proteção policial federal para garantir segurança do território Pankararu, na aldeia Bem-Querer de Baixo, onde houve os incêndios. O caso está sendo investigado pela Polícia Federal.

O incêndio

Uma escola e uma Unidade de Saúde da Família utilizadas por indígenas no sítio Bem Querer de Baixo, em Jatobá, Sertão de Pernambuco, foram atingidas por um incêndio no início desta semana. O povo Pankararu utilizou o Facebook para denunciar o caso, que está sendo apurado pela Polícia Civil e Polícia Federal. Comentários nas redes sociais sugerem que o incêndio tenha motivação política, mas o delegado responsável pela investigação nega.

A suspeita inicial é de que trata-se de uma ação de posseiros que foram retirados do território. Em uma nota intitulada "A barbárie começou", publicada no Facebook, o povo Pankararu afirmou que os moradores da área acordaram "com uma escola e um PSF destruídos pelo fogo do ódio, preconceito e da intolerância".

https://tvjornal.ne10.uol.com.br/noticia/ultimas/2018/11/01/alunos-da-u…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.