VOLTAR

63 cidades paraibanas apresentam vegetação sem efeitos da seca

PB Agora - https://www2.pbagora.com.br
Autor: PB Agora
30 de jul de 2018

63 cidades paraibanas apresentam vegetação sem efeitos da seca
30/07/2018

63 cidades paraibanas apresentam vegetação sem efeitos da seca

A seca já atinge 72% da Paraíba. Dos 223 municípios do estado, 160 apresentam seca moderada ou grave. Enquanto isso, apenas 63 cidades estão em uma condição de vegetação favorável, ou seja, não estão sofrendo com a estiagem.

É o que aponta o atual mapa da cobertura vegetal do estado, obtido através de monitoramento por satélite, realizado pelo Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélites (Lapis) da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), em parceira com o site Letras Ambientais (www.letrasambientais.com.br).

De acordo com o monitoramento atual, feito através de imagem de satélite da cobertura vegetal, a maioria dos municípios paraibanos apresenta a ocorrência de seca grave. A estiagem ocorre, de forma mais intensa, nas microrregiões do Cariri, Seridó e Catolé do Rocha. Apenas em alguns municípios do Leste do estado, incluindo a Zona da Mata e parte do Agreste, a vegetação está verde, ou seja, as condições climáticas continuam favoráveis e a seca ainda não atingiu a vegetação.

A imagem de satélite da cobertura vegetal da Paraíba, de maio deste ano, mostrou como as chuvas registradas no estado, no período de fevereiro a maio (estação chuvosa), permitiram uma rápida recuperação da vegetação No período de 2013 a 2016, a Paraíba foi o terceiro estado do Nordeste a registrar maiores proporções de municípios atingidos pela seca (91,9%), ficando atrás somente do Ceará (97,8%) e do Piauí (93,8%). É o que mostra uma pesquisa divulgada no último dia 5 de julho, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sobre o Perfil dos Municípios Brasileiros (Munic).

O estudo também que, durante o período, ocorreu algum evento de seca em praticamente metade dos 5.570 municípios do País (48,6%), totalizando 2.706 municípios a registrarem esses eventos climáticos. Apesar do dado alarmante, a maioria dos municípios afetados (59,4%) não conta com um instrumento orientado à prevenção de desastres naturais e apenas 14,7% tem um plano específico de contingência e/ou de prevenção à seca.

A região Nordeste, conhecida pelas secas frequentes, intensas e com profundos impactos socioeconômicos, apresentou a maior proporção de municípios afetados pela seca (82,6%). Esses da caatinga. Naquele período, apenas municípios do Cariri, uma das áreas mais secas do Brasil, assim como da microrregião do Catolé do Rocha, continuaram secos. Praticamente todo o mapa da Paraíba ficou verde, com o expressivo volume de chuvas registrado este ano.

Redação

https://www2.pbagora.com.br/noticia/paraiba/20180730061903/63-cidades-p…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.