VOLTAR

Olimpíada no Alto Solimões combate alcoolismo e drogas

D24AM (Manaus - AM) - www.d24am.com
10 de jan de 2016

Manaus - Para combater os problemas de alcoolismo e drogas na comunidade de Belém do Alto Solimões, área rural do município de Tabatinga (a 1.108 quilômetros a oeste de Manaus), a 3ª edição da Olimpíada Indígena do Eware será realizada na região, entre os dias 23 e 28 deste mês. Nesta comunidade, vivem 5,5 mil habitantes, das etnias Tikuna, que são predominantes, Cocama, Kanamari, Cambeba, Marubo e Matis.

Após um intervalo de quatro anos desde as duas primeiras edições (em 2010 e 2012), as Olimpíadas regressam, neste ano, com o intuito de utilizar o esporte como resgate social, principalmente, entre os jovens indígenas de 20 comunidades do Alto Solimões.

Para inibir novos casos de violência associados ao consumo de bebidas alcoólicas e drogas ilícitas, a estratégia da Paróquia São Francisco de Assis, em Belém do Solimões, organizadora da competição, vai além das práticas esportivas. A meta também é promover a interação entre os diferentes povos indígenas com atividades culturais e tradicionais, como brincadeiras, músicas e danças.

"A expectativa é de acolher um número muito grande, que seja um momento de fraternidade e intercâmbio cultural", afirmou um dos corrdenadores do torneio, o frei italiano Paulo Braghini, da Missão dos Frades Menores Capuchinhos da Província do Amazonas, à Agência Brasil.

As comunidades indígenas podem inscrever as equipes na chegada ao local da Olimpíada e as provas são abertas para jovens e adultos nas categorias masculino e feminino, com idade entre 12 e 35 anos. Etnias com mais de mil habitantes podem inscrever até duas equipes e dois atletas por cada modalidade.

No total, a competição terá 18 provas. Serão dez modalidades de tradição indígena: arremesso de lança, subida e descida de açaizeiro, arco e flecha, tiro com baladeira, natação, zarabatana, canoagem tradicional, racha, coquita e cabo de guerra. Já as modalidades não tradicionais serão oito: futebol de quadra, voleibol, handebol, maratona revezamento, salto em distância, 100 metros rasos, queda de braço e o duatlon (corrida e natação).

Violência

No primeiro semestre do ano passado, a comunidade Belém do Solimões registrou 66 casos de violência física, sendo 22 deles provocados por armas brancas, dois contra crianças, um caso de violência sexual e um caso de agressão com arma branca contra gestante. Os dados são da Secretaria Especial da Saúde Indígena (Sesai), do Ministério da Saúde.

Em dezembro, a Justiça Federal, em Tabatinga, após pedido do Ministério Público Federal no Amazonas (MPF/AM), determinou que o Governo do Amazonas instalasse uma base da Polícia Militar (PM) na região

http://new.d24am.com/amazonia/povos/olimpiada-alto-solimoes-combate-alc…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.