VOLTAR

Nível de represas cai apesar de fim de semana chuvoso

FSP, Cotidiano, p. C7
27 de mai de 2014

Nível de represas cai apesar de fim de semana chuvoso
Desde início do uso do volume morto, Cantareira perdeu 1,2 ponto percentual

DE SÃO PAULO

Mesmo após um fim de semana chuvoso, o nível das cinco represas do sistema Cantareira voltou a registrar queda ontem (26/5). A redução do volume armazenado foi de 0,1 ponto percentual, deixando o reservatório com 25,5% de sua capacidade.
Os dados foram divulgados de manhã no site da Sabesp.
No total, choveu na região onde estão as represas do sistema o equivalente a 2,4 milímetros no domingo e na segunda. No mês, foram 34 milímetros. A média histórica para maio é de 83,2.
Há 12 dias, a empresa começou a usar o "volume morto", reserva abaixo dos pontos de captação, para evitar o racionamento na Grande São Paulo. De lá para cá, o volume do reservatório do Cantareira baixou 1,2 ponto percentual.
O governador Geraldo Alckmin (PSDB) disse ontem que as medidas já adotadas --bônus para quem reduzir o consumo, uso de outros sistemas outros sistemas, como Alto Tietê e Guarapiranga, e captação do "volume morto"-- tiveram bom resultado.
"Fizemos três medidas simultâneas, o que reduziu a retirada do Cantareira. Retirávamos 31 metros cúbicos por segundo. Hoje estamos retirando 23 metros cúbicos por segundo", afirmou.
"Nós conseguimos nesses 74 dias disponibilizar 182 milhões de metros cúbicos de água, levando a mais de 25,5% a capacidade de reservação. Ainda temos [uma reserva de] 220 milhões, mas a ideia não é utilizá-la, porque entendemos que chegaremos às próximas estações chuvosas [em novembro] com esta reserva técnica."

FSP, 27/05/2014, Cotidiano, p. C7

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidiano/168007-nivel-de-represas-cai…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.