VOLTAR

México quer adiar debate sobre agência ambiental

FSP, Saúde+Ciência, p. C11
03 de mai de 2012

México quer adiar debate sobre agência ambiental
País sugere fortalecer programa da ONU

CLAUDIO ANGELO
ENVIADO ESPECIAL A NOVA YORK

Uma proposta apresentada ontem pelo México tenta resolver o que até aqui está sendo o maior impasse da negociação da Rio+20: a proposta de criação de uma agência ambiental na ONU.
Europa e países africanos, de um lado, tentam transformar o Pnuma (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente) numa agência nos moldes da OMS (Organização Mundial da Saúde). EUA e Brasil, de outro, relutam.
O resultado é que o chamado "Rascunho Um", o texto-base da conferência, silenciou sobre o assunto até que haja consenso entre os países.
Foi o que os mexicanos tentaram fazer numa proposta apresentada na reunião preparatória da Rio+20 que acontece na sede da ONU.
A proposta mexicana, na prática, adia a decisão sobre a criação da nova agência. Ela pede que os líderes se comprometam a "permitir a evolução do programa [o Pnuma] em uma agência especializada". Enquanto isso, ações imediatas seriam adotadas para fortalecer o órgão.
Entre essas ações está uma turbinada nas finanças do Pnuma, hoje parcas e imprevisíveis. O Brasil reagiu bem à proposta. Não se sabe, porém, se a ideia vai prosperar.

FSP, 03/05/2012, Saúde+Ciência, p. C11

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/saudeciencia/40557-mexico-quer-adiar-d…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.