VOLTAR

Índios soltam funcionário da Funai em Mato Grosso

Folha.com -http://www1.folha.uol.com.br/
Autor: Jean-Philip Struck
16 de fev de 2012

O servidor da Funai (Fundação Nacional do Índio) que era mantido refém em uma aldeia de índios caiapós próxima ao município de Vila Rica (nordeste de Mato Grosso, na divisa com o Pará) foi solto no fim da tarde desta quinta-feira (16).

Manoel Aparecido Nunes de Melo, 42, passou quatro dias na aldeia. Segundo o coordenador da Funai em Colíder, Sebastião Martins, o servidor já está em casa. Seu estado de saúde é bom. Os únicos ferimentos que ele apresenta são dezenas de picadas de mosquito.

Índios fazem funcionário da Funai refém em MT

A soltura de Melo foi acertada com os índios após negociações com representantes da Funai e de agentes da Polícia Federal. Os índios concordaram em deixar o servidor ir embora após os negociadores terem prometido marcar uma reunião com os líderes da aldeia, na sede da Funai em Brasília.

Segundo a Funai, os indígenas não aceitam a construção de duas pousadas na região e pressionam pela demarcação de terras.

Melo havia sido refém na segunda-feira (13), quando foi até a aldeia Kapot Nhinore com mais dois servidores para apurar a explosão de um caminhão da fundação no dia 6. Segundo os índios, a explosão foi criminosa.

Os outros dois servidores, que são indígenas, foram liberados para ir embora, mas Melo foi feito refém.

http://www1.folha.uol.com.br/poder/1049955-indios-soltam-funcionario-da…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.