VOLTAR

Índios brasileiros querem patente de planta

Agência Reuters
12 de dez de 2001

O veneno de uma flecha que paraliza feras selvagens na floresta e uma pílula que pode relaxar a tensão muscular têm algo em comum: ambos vêm da planta curare descoberta por índios brasileiros.

Agora, a população indígena do Brasil quer que essa ligação entre a caçada primitiva e a tecnologia farmacêutica moderna seja reconhecida como direito legal que poderia trazer uma dinheiro muito necessário a tribos indigentes, algumas à beira da extinção.

Em sua luta, funcionários brasileiros e representantes indígenas levarão uma declaração esta semana de uma convenção de líderes espirituais indígenas e curandeiros ao encontro da Organização de Propreidade Intelectual Mundial das Nações Unidas, em Genebra, Suíça.

- Não existe lei que defenda as tradições indígenas e todos os modelos são para idéias e ciências do homem branco - disse Marcos Terena, coordenador chefe do programa de direitos dos índios na agência de proteção indígena Funai.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.