VOLTAR

Ação busca impedir criação de camarão

FSP, Ciência, p. A15
02 de jun de 2006

Ação busca impedir criação de camarão

DA REDAÇÃO

O Ministério Público Federal da Bahia ajuizou ontem uma Ação Civil Pública pedindo uma liminar para suspender o licenciamento do maior projeto de criação de camarões do país, no sul do Estado.
A procuradora da República em Ilhéus Fernanda Oliveira pede que o licenciamento da obra seja feito não pelo Estado da Bahia mas pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), já que a área do empreendimento foi definida pelo órgão como zona de amortecimento do Parque Nacional Marinho de Abrolhos.
O governo do Estado já concedeu licença prévia à Coopex (Cooperativa dos Produtores de Camarão do Extremo Sul da Bahia), que comprou um terreno de 1.500 hectares de litoral entre os municípios de Caravelas e Nova Viçosa para instalar os tanques de camarão. O projeto é orçado em R$ 60 milhões.
O Ibama planeja criar uma reserva extrativista no local, que abriga manguezais que servem de berçário para as espécies de peixe que habitam Abrolhos. Há temor de que a carcinicultura contamine o mangue. A Coopex nega dano ambiental.

FSP, 02/06/2006, Ciência, p. A15

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.